Parasitas e pragas causam doenças de pele em cães (Parte 2)

Posted on

Ocorrência de parasitas com potencial zoonótico em fezes de cães coletadas em áreas públicas do município de Ribeirão Preto, SP, Brasil.

Contaminação ambiental por ovos e larvas de helmintos em fezes de cães na área central do Balneário Cassino, Rio Grande do Sul. Ocorrência de Agentes Parasitários com Potencial Zoonótico de Transmissão em Fezes de Cães Domiciliados do Município de Guarulhos SP. No manejo dos bovinos leiteiros, o trabalhador pode estar exposto aos possíveis animais contaminados por doenças animais, que também afetam o homem: as zoonoses. Almeida (2009) ainda afirma que outras espécies de animais podem assumir papel importante como reservatório do M.bovis, em condições de introduzir ou reintroduzir a doença em rebanhos bovinos. A maioria das infestações de vermes em cachorros e gatos podem causar diversos sintomas, os mais comuns são: Mas fique atento! Os ovos que os vermes adultos soltam nas fezes podem agora re-infestar o animal ou outros animais, caso essas fezes sejam ingeridas por causa da coprofagia. Infestação crônica é uma causa comum de doença em animais mais velhos, muitas vezes percebida pela falta de resistência, deficiência alimentar e perda alarmante de peso dos animais. A Giárdia nos cães provoca uma doença por ingestão de cistos provenientes das fezes de animais infetados. Em animais jovens a Giárdia foi mais frequente: 0,47 em gatos maiores de 6 meses e 0,36 em cães da mesma idade.

Parasitas e pragas causam doenças de pele em cães

  • Prevalência da infeção por Giárdia em cães e gatos, uma revisão sistemática e meta-análise dos estudos da prevalência em amostras fecais. Bouzid M et al. Vet Parasitol 2015;207: 181-202

A doença tem um potencial de propagação onde a população canina é muito elevada, principalmente no interior de canis, hospitais veterinários, hotéis para cães, etc.

Gennari, SM, Kasai N, Pena HFJ, Cortez A. Ocorrência de protozoários e helmintos em amostras de fezes de cães e gatos da cidade de São Paulo. Existem diferentes possibilidades de verminoses que podem infestar cães e gatos, mas as que causam problemas mais frequentes na praia são as causadas pelas espécies Ancylostoma spp e Toxocara spp. O que nos animais causa diarreia, dores abdominais, perda de peso e anemia, nas pessoas pode causar outros problemas. A Giardíase, doença causada por um protozoário intestinal, também é uma zoonose, e pode causar flatulência, dores abdominais e diarreia em cães, gatos e humanos. Um determinado tipo de mosquitos pode transmitir uma doença parasitária grave que pode afectar cães, gatos e animais exóticos como os furões. A Vansil Saúde Animal possui dois produtos indicados para o tratamento e prevenção das principais verminoses que acometem cães e gatos. O Dau Verme é indicado para cães e gatos, no tratamento de doenças causadas pelos principais vermes de importância veterinária. Algumas dessas doenças são zoonoses, ou seja, são transmitidas dos animais para os seres humanos, e podem causar graves problemas de saúde para as pessoas. Soma das proposições corretas: Curtir Carregando… Zoonoses: Definição estabelecida pelo comitê da Organização Mundial de Saúde: “Doenças ou infecções naturalmente transmissíeis entre animais vertebrados e seres humanos”.

• Que problemas podem os Flebótomos (pequenos insectos) causar nos cães?

  • As pulgas também infestam os humanos, e podem transmitir vermes e várias doenças.

A prevenção da raiva se faz pela imunização de cães e gatos e pelo controle de animais sem dono.

Através destas fezes, a triquinela pode dispersar-se pelo meio ambiente, contaminando, por exemplo, o solo, a água e os vegetais e, desta forma, alcançar os hospedeiros (homem ou animais), parasitando-os. Animais transmissores Os principais animais que transmitem estas doenças aos homens são: cachorros, gatos, morcegos, ratos, aves e insetos. A vacinação de cães e gatos contra a raiva é a principal medida de prevenção da doença e deve ser feita todo o ano. O CVSA também orienta os responsáveis a evitar entrada de animais como cães e gatos nesses locais, pois suas fezes podem contaminar a areia com verminoses e fungos. Conhecida também como “Verme do Coração”, a Dirofilariose é uma doença muito grave para os cães e mais branda para o homem. CAPUANO, D. M.; ROCHA, G. M. Ocorrência de parasitas com potencial zoonótico em fezes de cães coletadas em áreas publicas do município de Ribeirão Preto, SP, Brasil. Ocorrência de protozoários e helmintos em amostras de fezes de cães e gatos da cidade de São Paulo. SANTOS, S. V.; CASTRO J. M. Ocorrência de agentes parasitários com potencial zoonótico de transmissão em fezes de cães domiciliados do município de Guarulhos, SP. Giárdia: cachorros, gatos e até pessoas podem ser contaminadas pela giárdia quando entram em contato com água ou fezes contaminadas.

Sinais de parasitas em cães e gatos

  • Milpro 2,5 mg/25 mg para cães pequenos e cachorros

Os vermífugos comuns a venda no Brasil agem contra os principais vermes que parasitam cães e gatos.

Podem ser transmitidos através da placenta aquando da gestação, via amamentação, através da pele ou pela via oral, por ingestão de animais contaminados com o parasita, água ou fezes contaminadas. Este agente etiológico é um fungo dismórfico, saprófito, ambiental e cosmopolita, responsável por afetar diferentes espécies, como cães, gatos, bovinos, eqüinos, animais silvestres e o homem. Ao longo da vida animal, a vermifugação deve ser feita mesmo na fase adulta e não apenas quando são filhotes, pois vários parasitas acometem cães e gatos. As três espécies deste género com capacidade de produzir doença no Homem e animais são a B. abortus (bovinos), a B. melitensis (caprinos) e a B. suis (suínos). Possui como habitats preferênciais o tracto intestinal e oral de animais, como ovinos, aves, cães e gatos. Pulgas: Estes pequenos insectos alimentam-se do sangue dos cães e gatos, e podem transmitir doenças infecciosas como larvas de ténias (Dipillidium caninum), bactérias e podem causar dermatites alérgicas. Os animais domésticos, particularmente cães e gatos, representam um papel importante no desenvolvimento de infecções parasitárias em crianças e idosos, através do constante contato físico. Graduada em Biologia (UGF-RJ, 1993) Sarcocistose é uma doença que acomete o homem e uma variedade de animais (mamíferos, pássaros, répteis), causando que causa pequenas lesões na mucosa intestinal. Os hospedeiros definitivos são animais carnívoros e onívoros, sendo representados pelo homem, cães e gatos.

“COMPOSIÇÃO POUR ON PARA CONTROLE DE PARASITAS EM CÃES E GATOS”

Ao ingerir carne de animais herbívoros ou onívoros (hospedeiros intermediários) contaminada com sarcocistos (cistos teciduais), os hospedeiros definitivos (homens, cães e gatos) adquirem a doença.

Em cães e gatos, o exame de fezes pode ser útil no diagnóstico. De acordo com sua morfologia (forma) os helmintos acima citados foram divididos em diferentes filos (divisão evolutiva de animais e vegetais). Em humanos esses helmintos podem causar doenças como inflamação na pele conhecida como larva migrans cutânea (LMC) e granulomatose larval conhecida como larva migrans visceral (LMV). Como a letalidade da raiva é de 100%, essa doença é de suma importância para a saúde pública, sendo a vacinação antirrábica de cães e gatos a principal. Pesquisas indicam que os cães e mais raramente gatos infectados podem transmitir diretamente a infecção para os seres humanos. A dirofilária afecta principalmente cães mas também pode afectar gatos e animais silvestres. Há outras formas de transmissão humana possíveis, mas muito improváveis, salientando-se a contaminação dos vegetais por fezes e urina de animais infectados. Larva migrans Cutânea Ciclo Biológico: Os principais agentes envolvidos são larvas infectantes de Ancylostoma braziliense e A. caninum, parasitos do intestino delgado de cães e gatos. As fêmeas destes parasitos realizam a postura de milhares de ovos, que são eliminados diariamente com as fezes dos cães e gatos infectados.

• Que problemas podem os Parasitas intestinais causar aos animais?

PE desconhece o que são as zoonoses, bem como parasitos gastrintestinais caninos de potencial zoonótico, embora saibam que cães e gatos podem ser fontes de transmissão de doenças.

Algumas doenças zoonóticas podem causar apenas doença leve, enquanto outros, como a raiva, pode ser fatal. A Dipilidiose, assim como nos Cães e gatos é transmitida através da ingestão de pulgas, mais facilmente em pessoas que dormem com seus pets, pode causar desconforto abdominal e diarreia. O ser humano adquire a doença comendo carnes ou vísceras mal cozidas contendo o parasita, verduras mal lavadas e contaminadas pelo parasita eliminado pelas fezes de gatos. Fonte: www.dmae.mg.gov.br Os protozoários são agentes causadores de muitas doenças, entre as principais podemos destacar: É uma doença causada pelo protozoário Entamoeba histolytica. O objetivo do presente trabalho foi verificar a ocorrência dos principais parasitas intestinais com potencial zoonóticoem amostras fecais de cães, coletadas em praças públicas do município de Ituverava-SP. Dirofilariose (doença do verme do coração) É uma doença parasitária grave que pode afectar cães e gatos. Normalmente, elas são comuns em cães e gatos e para eliminá-las, o tratamento não deve ser feito só no animal, mas também no seu ambiente imediato. As lombrigas afetam o intestino de cães, gatos e outros animais. Em animais de estimação, pode causar inflamação intestinal, que é geralmente acompanhada de diarreia, vómitos, anemia e perda de peso. Os gatos costumam ser contaminados pela ingestão dos ovos de parasitas expelidos em suas fezes ou pelo consumo de algum animal portador do parasita (como roedores, pulgas, etc.). Animais de 0 a 6 meses obtiveram uma alta infecção por parasitos intestinais com 39,5% para cães e 29,5% para gatos. Nosso estudo demonstrou a prevalência de parasitos intestinais causadores de zoonoses presentes em cães e gatos. A giárdia pode ser encontrada nas fezes de muitos animais, tais como roedores, cães, gatos, gado e animais silvestres. Reservatório: O homem e alguns animais domésticos ou selvagens, como cães, gatos, castores. Metronidazol é o medicamento mais freqüentemente utilizado no tratamento de cães e gatos com giardíase, sendo relativamente seguro e efetivo, mas não deve ser utilizado em animais gestantes. Conclusão Giárdia é um dos parasitos intestinais mais comum em seres humanos e animais, especialmente prevalente em cães e gatos jovens ou que residem em locais com aglomeração. GENNARI, S. M.; KASAI, N.; PENA, H. F. de J.; CORTEZ, A. Ocorrência de protozoários e helmintos em amostras de fezes de cães e gatos da cidade de São Paulo. Outros animais, como ovelhas e bovinos, também podem adquirir o parasita ao ingerir as fezes de gatos infectados.