Dicas: Resumo de biologia: Fungos, Vírus e Bactérias

Posted on

O vírus destroem os glóbulos brancos que tem a função de coordenar a defesa imunológica contra vírus, bactérias e fungos.

A patogênese da E. histolytica envolve adesão, lise, fagocitose de células epiteliais e bactérias, invasão tecidual por ação de enzimas e evasão da resposta imune do hospedeiro. Imunidade aos fungos Pacientes infectados com HIV apresentam alta prevalência da infecção por C. albicans com envolvimento de esôfago, estômago e intestino, sendo comuns infecções recorrentes. Ela aumenta a produção dessas células de defesa, que tem efeito direto sobre bactérias e vírus, elevando a resistência a infecções. Essa defesa, resposta imune, é efetuada por sistemas complexos que variam desde as barreiras físicas impostas pelo hospedeiro, àquelas mediadas por anticorpos ou por células. Introdução: Infecções ParasitáriasCaracterizam-se por estimular inúmeros mecanismos imunológicos de defesa Cronicidade Fraca imunidade inata Resistência a eliminação pela resposta imune adaptativa 3 mecanismos de defesa: - bactérias extracelulares e vírus: complemento, Ao contrário das infecções causadas por vírus e bactérias, as infecções causadas por pelos protozoários e helmintos são de longa duração podendo persistir no hospedeiro por muito tempo. Os principais mecanismos da imunidade inata contra as bactérias extracelulares são a ativação do complemento, a fagocitose e a resposta inflamatória. Em situações normais, as respostas imunes no combate as bactérias intracelulares são realizadas por fagócitos e células NK, elas atuam de forma precisa na eliminação das mesmas.

Resumo de biologia: Fungos, Vírus e Bactérias

  • RESPOSTA CELULAR
  • Localização :Intracelular
  • Linfócito T citotóxicos - em celulas infectadas.
  • TH1 - ativam macrófagos.
  • RESPOSTA HUMORAL
  • Localização :Extra e Intra-

A imunidade mediada por células é o principal mecanismo da imunidade adquirida contra infecções fúngicas.

Os principais mecanismos da imunidade natural contra os vírus são a inibição da infecção pelos IFNs tipo I e a morte das células infectadas mediada pela célula NK. Bactérias, vírus, fungos, protozoários toxinas e até nossas próprias células podem ser alvo do sistema imunológico. para opor-se aos mecanismos de defesa apresentados pelo hospedeiro em resposta Resposta: D 03) (UFV/2004) Os vírus são parasitas intracelulares obrigatórios que realizam todas as fases do ciclo no interior de uma célula hospedeira. Embora tenha mecanismos de ação inespecíficos, consiste num elo de ligação fundamental para o estabelecimento da imunidade adquirida, complementando assim as respostas mediadas por anticorpos (44, 45). Para melhor compreensão, as respostas imunes são classificadas em imunidade natural e imunidade adquirida ou, também, denominados mecanismos imunes não-específicos e específicos. A imunidade natural não só é responsável pela primeira linha de defesa contra microorganismos, mas também participa da indução de respostas imunes específicas. O principal mecanismo utilizado pelas bactérias para escapar da imunidade humoral é a variação genética dos antígenos de superfície. A imunidade adquirida ou adaptativa é ativada pelo contato com agentes infecciosos e sua resposta à infecção aumenta em magnitude a cada exposição sucessiva ao mesmo invasor.

1 - Qual o nome dos vírus que parasitam fungos? 2 - Qual o nome dos vírus que parasitam bactérias?

  • Invasão – Resposta Inata
  • Colonização – Resposta Adquirida
  • Evasão – Reposta diferente
  • Lesões teciduais e especializada para cada tipo de M.O.

A imunidade inata é a primeira linha de defesa contra os patógenos e é composta pela resposta de granulócitos, monócitos, macrófagos, células dendríticas e natural killer.

Estudos mostram que a grande suscetibilidade do feto à infecção pelo CMV pode estar relacionada a problemas na imunidade celular, tanto inata (células natural killer) quanto adaptativa (linfócitos T). Dependendo da espécie do parasita e da resposta imune esenvolvida pelo hospedeiro, a infecção causa um espectro de doença que varia de lesões autocicatrizantes a infecções disseminadas e fatais. Mecanismo de ação: A inoculação do vírus (morto ou atenuado) provoca uma resposta imune primária nos receptores ocasionando a formação de células de memórias e de anticorpos. Tabela 16-2 Mecanismos de evasão da resposta imunológica por bactérias Um mecanismo utilizado por bactérias para evadir a imunidade humoral é a variação de pelos quais a imunidade inata e adaptativa previne e erradica as infecções de vírus. Os principais mecanismos de imunidade inata contra os vírus são a inibição da infecção importante mecanismo de imunidade contra os vírus no início do curso da infecção, Os vírus desenvolveram numerosos mecanismos para fugir da imunidade do hospedeiro Tabela 16-3 Mecanismos de evasão imunológica pelos vírus Exemplos representativos dos diferentes mecanismos utilizados pelos vírus para resistir à imunidade do hospedeiro estão

Se a infecção do indivíduo é por bact encapsulada (Haemophilus influenzae tipo b, Neisseria meningitidis, Streptococcus pneumoniae, S. aureus), qual a principal resposta imune envolvida na defesa?

  • leucócitos
  • linfócitos
  • monócitos
  • granulócitos
  • células B
  • células plasmáticas
  • células T
  • células T-Helper
  • células T-Killer
  • células T supressoras
  • células killer naturais
  • neutrófilos
  • eosinófilos
  • basófilos
  • fagócitos
  • macrófagos

O parasita precisa superar os mecanismos de defesa preexistentes do hospedeiro para que possa se estabelecer com sucesso, ainda antes da iniciação da resposta imune específica do hospedeiro.

Mecanismos de defesa sistêmico celular – No mecanismo de defesa sistêmico celular os neutrófilos são essenciais tanto contra infecções bacterianas, como fúngicas. Mecanismos de defesa humoral A resposta imunológica específica (defesa humoral) é uma complementação da resposta inflamatória celular contra antígenos específicos dos agentes infecciosos. Imunidade celular A imunidade celular é essencial na defesa do hospedeiro contra patógenos intracelulares (vírus), que são capazes de se multiplicar no interior do macrófago parasitando-a. brancos em circulação num período de tempo muito curto; Interferão– mecanismo não específico de defesa contra vírus, no qual células A resposta imune celular envolve a atividade dos linfócitos T. Combate os antígenos intra celulares. Esta resposta fisiológica, ou também chamada de mecanismo dedefesa (imunidade) tem como objetivo impedir ou eliminar a implantação dos parasitas,sua sobrevivência, ou controlar sua proliferação no organismo do hospedeiro. O organismo conta com diferentes formas de mecanismos de defesa e estes são agrupados em imunidade inata e imunidade adquirida. A resposta mediada pelas células T é extremamente efetiva no mecanismo de defesa contra agentes intracelulares, como vírus, protozoários, fungos e bactérias intracelulares. É fundamental o entendimento de que tanto a resposta Th1 como a resposta Th2 são importantes na defesa do hospedeiro contra as infecções.

Apresentação em tema: “Imunidade a Vírus e Tumores. Características gerais dos vírus  Os vírus são parasitas intracelulares obrigatórios.  Utilizam a célula (organelas) para.“— Transcrição da apresentação:

A resposta Th1 está relacionada com a defesa contra protozoários, bactérias intracelulares e vírus, enquanto a resposta Th2 é mais efetiva contra os helmintos e bactérias extracelulares.

Características principais A imunidade mediada por células é o principal mecanismo da imunidade adquirida contra infecções fúngicas. Imunidade adquirida contra os fungos A imunidade mediada por células é o principal mecanismo da imunidade adquirida contra infecções fúngicas. Ana Paula Ravazzolo Mecanismos de escape  Infecção de células do sistema imune (lentivírus). Manifestação clínica da infecção viralA maioria das infecções virais são subclínicas, sugerindo que as defesas do hospedeiro detêm os vírus antes da manifestação dos sintomas da doença. As infecções virais podem se manifestar sob duas formas: Infecções agudasO termo infecção aguda indica a produção rápida de vírus seguida da resolução e eliminação rápida da infecção pelo hospedeiro. O grau de virulência está directamente relacionado à capacidade do vírus causar doença a despeito dos mecanismos de defesa do hospedeiro. RESPOSTA IMUNE POR INFECÇÃO VIRAL As doenças virais representam uma das mais perigosas doenças infecciosa ligadas a um grau de mortalidade imenso15. Pelo fato dos vírus serem agentes intracelulares obrigatórios, os anticorpos desempenham papel importante no combate às infecções virais15. O controle da multiplicação desse vírus após infecção constitui uma função da imunidade celular, embora os anticorpos contribuam para recuperação da infecção. MACHADO et al Mecanismos de resposta imune às infecções Immune response mechanisms to infections An bras 16. O nosso organismo possui mecanismos de defesa para combater os diferentes agentes que podem invadir o organismo e provocar infecções, ou mesmo reacções alérgicas. Mecanismos de defesa específicosEste tipo de imunidade é desencadeado sempre que o sistema imunitário reconhece um antigénio. Ou seja, o organismo memoriza o agente patogénico numa primeira infecção e em infecções posteriores a resposta imunitária é mais rápida e poderosa. A resposta humoral parece facilitar a opsonização de parasitas, mas a imunidade celular é essencial para o controle da infecção.